Blog ReHaB

Síndromes Miofasciais

As síndromes miofasciais são causas frequentes   de dor. Em um estudo realizado em clínicas especializadas no tratamento de dor, 85% dos casos tiveram o diagnóstico de síndrome miofascial. Se a pesquisa não for em clínicas de tratamento de dor, de 1000 pessoas consecutivas avaliadas num ambulatório de clínica geral, foram encontrados pontos gatilho de dor ativos em 32% deles.

Mas, o que é isso, afinal?

É uma desordem muscular dolorosa, localizada em uma região do corpo, acompanhada pela presença de pontos gatilho.

Essa dor regional é persistente, geralmente com flutuações em sua intensidade (de leve à excruciante), de localização variável, mas, mais frequente na cabeça, pescoço, ombros, extremidades superiores /inferiores e na região lombar.

A dor costuma ser mal definida, mas os pontos gatilho dolorosos são palpados no exame físico e frequentemente o paciente refere dor irradiada para outra região. O interessante é que existem padrões bem definidos, já estudados e mapeados, dessa irradiação.

Pontos gatilho no músculo Quadrado Lombar direito

Ponto Gatilho no músculo Trapézio Superior

Fato interessante é que pode haver aumento de dor ao músculo ser estirado, fato que pode gerar restrição da amplitude dos movimentos.

Outro fato que causa confusão é que a pessoa que tem síndrome miofascial pode ter a sensação de diminuição de força e/ou a sensação de formigamento ou alguma outra forma de alteração da sensibilidade no local. Entretanto, quando a pessoa é examinada, não é constatado déficit objetivo de força ou de sensibilidade.

Um fator complicador do diagnóstico é que não existem anormalidades nos exames de sangue nem nos exames de imagem (RX, Tomografia, Ressonância, Ecografia) típicos da síndrome. Além disso, por ser muito comum a presença de tendinites, tendinopatias, bursites, discopatias degenerativas e protrusões discais nesses exames, a dor pode ser atribuída a esses achados e o diagnóstico de dor miofascial não ser feito. Aliás, não é incomum a concomitância de uma dessas patologias e pontos gatilhos de dor miofascial.

Por exemplo, pontos gatilho em Glúteo Médio associado ou simulando comprometimento da raiz lombar L5 e pontos gatilho em Glúteo Mínimo associado ou simulando comprometimento da raiz S1.

Nossa equipe é especializada em síndromes miofasciais! Marque uma avaliação conosco!

Autor:  Dra Claudia Barata Ribeiro CRMDF 9396